Após decisão judicial, prefeito de Itaberaba suspende concurso e vereador diz ter suspeitas no resultado

Após decisão judicial, proferida pela magistrada  Catucha Moreira Gidi, através de uma Ação Civil Pública (ACP) movida pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA) que apontava indícios de irregularidades e “falhas que comprometeram a lisura” do certame nº 002/2016. O prefeito João Almeida Mascarenhas Filho (PP) foi obrigado a publicar o decreto nº 120 suspendendo o certame.

ricardo pimentel2Na publicação feita pelo gestor, suspende também qualquer pagamento para a empresa Solução.gov. O concurso para a Prefeitura de Itaberaba desde a contratação da empresa tem levantado suspeitas de fraudes. Inclusive diversas denúncias foram feitas por vereadores e a população nas rádios.

Após o resultado publicado pela empresa, o que aumentou a suspeita foi a aprovação de diversas pessoas ligadas diretamente ao gestor municipal “ estamos analisando todos os nomes para constatar o favorecimento. Inicialmente já reconhecemos algumas pessoas próximas ao gestor que foram aprovadas” afirma o vereador Ricardo Pimentel (PV).

Outro ponto denunciado por Pimentel na sessão da Câmara, é a suspeita de fraude no processo licitatório “estamos analisando a documentação e já existe evidências que o processo de contratação da empresa foi fraudado. Infelizmente os prejudicados são aqueles que estudaram para ser aprovado”. finaliza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *