Deputado preso no semiaberto é o voto número 171 a favor de Temer

Deputado Celso Jacob (PMDB-RJ)

deputado Celso Jacob (PMDB-RJ), que cumpre pena em regime semiaberto, foi o voto de número 171, durante sessão no plenário da Câmara, nesta quarta-feira (25), na sessão que rejeitou a denúncia contra o presidente Michel Temer e os ministros Eliseu Padilha e Moreira Franco.


Jacob, condenado a 7 anos e 2 meses, votou a favor Temer. Durante o dia, ele vai para a Câmara e, à noite, dorme na prisão.

O peemedebista foi preso no último 6 de junho, no Aeroporto de Brasília, em cumprimento à determinação expedida pelo Supremo Tribunal Federal (STF), no dia 23 de maio, e estava cumprindo pena no complexo penitenciário da Papuda.

No dia 30 do mesmo mês, foi liberado para voltar ao trabalho, pelo juiz Valter André Bueno de Araújo, da Vara de Execuções Penais do Distrito Federal. O parlamentar foi condenado por falsificação de documentos e dispensa de licitação, em 2002, para a construção de uma creche na cidade de Três Rios (RJ), quando era prefeito da cidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *