Governador condenado a 45 anos de prisão

Além de Cabral, a sentença condena outras 11 pessoas por participar do esquema que desviava verbas de contratos do governo estadual.

No início da noite desta quarta-feira (20), o juiz federal Marcelo Bretas, responsável pelas investigações relacionadas à Operação Lava Jato no Rio de Janeiro, condenou o ex-governador Sérgio Cabral a 45 anos e dois meses de reclusão, além do pagamento de uma multa.

Cabral foi condenado por crimes investigados através da Operação Calicute, um desmembramento da Operação Lava Jato que investiga um esquema que desviava verbas de contratos do governo do RJ com empreiteiras. Essa é a segunda condenação do ex-governador. Além dele, a sentença condena outras 11 pessoas por participar do esquema que desviava verbas de contratos do governo estadual.

Na sentença, Bretas descreve Sérgio Cabral como “idealizador do gigante esquema criminoso institucionalizado no âmbito do governo do Estado do Rio de Janeiro”. Ainda segundo a sentença, Cabral “era o chefe da organização, cabendo-lhe essencialmente solicitar propinas às empreiteiras que desejavam contratos com o Estado do Rio de Janeiro, em especial a Andrade Gutierrez, e dirigir os demais membros da organização no sentido de promover a lavagem do dinheiro”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *