Maíra Mascarenhas está sendo investigada por supostas irregularidades na Ação Social

Denúncias ocorridas desde o ano de 2012 e nos últimos meses uma investigação do Ministério Público Eleitoral referentes aos gastos com o dinheiro público, estão levando alguns vereadores a reforçar a fiscalização das contas do exercício financeiro de 2016 da prefeitura, que estão disponíveis através do site (http://www.itaberaba.ba.gov.br/portalTransparencia).
O que incentivou esse trabalho de grande importância para a sociedade, foi o fato dos promotores de justiça chegarem a lacrar o prédio sede da Secretaria de Ação Social por suspeita de utilização indevida de benefícios (cestas básicas e materiais diversos) em troca de votos, para beneficiar o candidato a vereador, apoiado pela atual secretária Maíra Mascarenhas.
No decorrer do mandato, do ex-vereador Benedito Ballio Prado (Dito do PT) fez sérias denúncias na tribuna da Câmara Municipal sobre a negociação da Secretaria de Ação Social com empresas de Feira de Santana, que venderam esses materiais no ano de 2010 e 2011. Naquela época ele denunciou a compra de calçados de números 40 a 46 para alunos do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti).
Em nova investigação feita por alguns parlamentares e um ex-funcionário, constatou-se que as mesmas empresas que negociavam com a Ação Social naquela época, continuam negociando até hoje.  Os valores chamam a atenção pela quantidade de materiais comprados. A secretaria comprou de material de armarinho, através da empresa Vitor Ferreira em 2016 o valor total de R$ 99.764,84.acao-social
De acordo com informações encaminhadas nesta semana ao Portal Itaberaba Noticias, um caso em especial chamou a atenção, a empresa C. AUGUSTO ALCANTARA NETO recebeu o valor de R$ 16.440,00 pelo fornecimento de lanche HOT DOG. Se for levado em consideração que um hot dog custa R$ 4,00 , daria para comprar 4.110 lanches. Essa empresa recebeu o valor total de R$ 54.611, 00 para fornecer lanches.
Segundo o documento obtido pela nossa reportagem o hot dog, deveria ser fornecido para o Centro de Referência e Assistência Social (CRAS). Que é um programa que cuida da vulnerabilidade familiar. “Resta saber se esse pessoal atendido no local, comeram essa quantidade de hot dog” questiona um vereador.
Outro ponto que chamou a atenção foi o valor de R$ 150.441,00 para a aquisição de eletrodomésticos, equipamentos e material. Só em um pagamento no valor de R$ 11.850,00 no dia 21/10/2016 foram adquiridos (ar condicionado split e câmeras) para a manutenção do bolsa família. Um ex-funcionário, que não quer se identificar, disse o seguinte: “desde 2012 existe compras milionárias de eletrodomésticos e materiais para a as secretarias e boa parte não chega ao seu destino. Inclusive, todas essas empresas de Feira de Santana que fornece a Ação Social tem um único responsável e o contato dele é direto com Maira Mascarenhas“.
reylimpAinda de acordo com as denúncias enviadas ao Portal Itaberaba Noticias, um outro contrato chama a atenção. A quantia de R$ 27.759,00 para uma empresa prestar consultoria em gestão condominal para o Conjunto Vida Nova Itaberaba. “Vamos solicitar as informações e requisitar o trabalho prestado por essa empresa no conjunto conhecido por predinhos” disse um vereador.
A compra de bala mastigável, cocada, nego bom também chamou a atenção pelo valor pago a uma empresa de Santo Antonio de Jesus, as compras somaram o valor de R$ 13.801,67. “Já existe uma investigação no Ministério Público Federal sobre as falcatruas que ocorreram na Ação Social. Inclusive, o ex-secretário Alberto Magno detalhou todo o esquema de corrupção montado para beneficiar a dirigente” alerta um denunciante.
O que chegou ao nosso conhecimento é que  a atual dirigente está forçando a barra para continuar a frente da pasta, mas tem grande resistência, por ela ter perseguido e foi a percussora da briga dos irmãos “o esquema de corrupção montado dentro da Ação Social deve ser a justificativa para que Maira queira continuar a frente do órgão e caso o prefeito eleito mantenha no cargo, é prova que ele é conivente com a corrupção. É necessário que se faça uma auditoria naquela pasta e verifique se o material comprado foi realmente instalado ou utilizado” alerta um vereador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *