Mais um quiosque em Itaberaba está gerando polêmica nas redes sociais

O governo federal liberou recursos na ordem de R$ 243.750,00 para a construção da praça da Biblia em Itaberaba e no projeto prevê um quiosque para vender artigos bíblicos, sucos e lanches. Todo bem público que é cedido a terceiros,

obra com verba federal

deve ser precedido de processo licitatório. É com esse argumento, que o eletrotécnico Renival França está entrando com uma representação no Ministério Público Estadual, para revogar o ato que cedeu ilegalmente o quiosque na referida praça.

Segundo informações, esse quiosque está beneficiando um ex-secretário do governo João Filho (PP), que facilitava a vida do ex-gestor em processos licitatórios fraudados.  “Estamos acionando o MP, pelo fato do ex gestor, ter cedido ao uso particular, um quiosques construído na praça da Bíblia com a utilização de recursos do erário, sem o prévio procedimento licitatório. O MP deve pedir a declaração de nulidade das permissões para o uso desse quiosque” afirma Renival.

O que se comenta na rua, é que o beneficiado com o quiosque, já colocou a venda o imóvel, e que estaria em nome de terceiros apenas para cobrir a irregularidade do ato. “Na verdade o ex-prefeito João Filho fez uma verdadeira farra com os espaços públicos da nossa cidade, autorizou a construção de vários quiosques e cedeu terrenos, sem autorização legislativa e isso é crime. O MP está investigando todos esses atos” finaliza .

quiosque cedido sem licitação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *