STF autoriza inquérito contra Renan Calheiros

Renan nega irregularidades

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou a abertura de um novo inquérito contra o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) para apurar se o parlamentar recebeu propina em um esquema de desvio de recursos do Postalis, fundo de pensão dos Correios, que teria como operador Milton Lyra, lobista ligado ao senador.

Em nota, Renan negou irregularidades e disse que essa “é uma história requentada”. “Nunca autorizei que falassem em meu nome em nenhum lugar, muito menos na Postalis.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *