UNEB de Itaberaba continua ocupada e pode prejudicar semestre de centenas de alunos

Está completando no mês de dezembro, dois meses que os estudantes da UNEB, Campus XIII de Itaberaba, ocuparam as dependências da Universidade como forma de protestar contra a aprovação da PEC 241 que prevê medidas de contenção de despesas em diversas áreas dos governos municipal, estadual e federal.

Segundo alunos, pequeno número de pessoas na ocupação

O movimento de ocupação conta com um pequeno número de estudantes e o apoio da direção do campus e do governo do Estado. Segundo informações, existem diversas pessoas ligadas ao PT a frente do movimento, o que tem levado insatisfação de grande parte dos alunos, por entender que o movimento tem viés politico “Estamos mais de dois meses sem aulas, em uma ocupação com um pequeno número de estudantes. O nosso semestre já está comprometido devido a essa ocupação politico partidária” disse uma aluna, que não quis se identificar, com medo de represálias.

Ao contrário das manifestações de rua que pediram a saída da ex-presidente Dilma e o combate a corrupção, essa ocupação não é democrática, pois tira o direito dos alunos de concluírem o seu semestre, prejudicando os estudos de milhares de alunos que podem perder o semestre. Sem falar que o vestibular da UNEB está comprometido. Vai ser um prejuízo enorme difícil de reparar” alerta Maria do Socorro mãe de uma aluna.

A revolta maior dos pais, é justamente o prejuízo que pode trazer aos alunos. Além dessa ocupação, a UNEB passa por diversas paralisações e greves durante o ano letivo. “O nosso calendário escolar está totalmente comprometido. Todos os alunos serão prejudicados, não temos mais tempo de recuperar o semestre. Os alunos deveriam se manifestar nas ruas e não na UNEB. Já pensou se os médicos resolvessem paralisar suas atividades!” finaliza a aluna.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *