Vice-líder da oposição Deputado Pablo Barrozo quer medidas judiciais para derrubar reajuste da Embasa

Deputado Pablo Barrozo (DEM)

O reajuste em 8,8% nas contas de água, anunciado para 6 de junho, pode para na justiça. O vice-líder da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), Pablo barrozo (DEM) estuda medidas judiciais para derrubar o aumento. O parlamentar responsabilizou o governo do Estado pelo que considera “reajuste extorsivo”.

O aumento de 8,8% é superior à inflação medida em 2016, que foi de 6,3%, e daquela calculada nos últimos 12 meses, que alcançou 4,7%. “Trata-se de mais um aumento abusivo e surreal, que não leva em conta nem a realidade econômica vivida pelo país e nem dos serviços prestados pela Embasa, que são péssimos. Em Salvador, toda semana falta água nos bairros”, afirmou o parlamentar.

De acordo com demista, o governo pode interferir no reajuste, já que a Embasa e a Agência Reguladora de Saneamento Básico da Bahia (Agersa) são controladas pelo Estrado, podendo vetar o aumento. “O governador vive falando em crise. Disse que não vai dar aumento aos servidores públicos porque não tem dinheiro. E não leva em conta o dinheiro do trabalhador que não tem condição alguma de arcar com um aumento desses, acima da inflação”, apontou.

Fonte:Bocão News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *